Embora o pornô possa ser uma necessidade para algumas pessoas, para outros, pode ser considerado um rito de passagem, ou algo que usamos para entender nossa própria naturezas e nossos desejos sexuais. No entanto, essa liberdade de explorar essa atração sexual natural é um luxo que nem todo mundo possui. Na verdade, existem países no mundo todo que, por algum motivo, tornaram o pornô ilegal. Não somente isso, mas em alguns casos, perseguindo isso. Eu, como alguém que cresceu no Reino Unido e atualmente mora em Amsterdã, esse nível de repressão sexual não é algo com o qual eu pudesse me acostumar.

Como Assistir Pornô em Países Restritos

Sem ficar muito preso à religião, estados teocráticos como a Arabia Saudita e os Emirados Árabes Unidos, e países não seculares, comom a Turquia e o irã, obviamente, diminuíram bastante o acesso à pornografia. Quando os líderes desses países proíbem algo considerado provocativo ou contra sua religião, as pessoas que moram lá não podem fazer grande coisa para mudar isso.

Embora essa seja uma característica claramente relacionada a lugares religiosos, países com crenças seculares também impõem restrições à pornografia. Países como a Rússia e a China colocam algumas das mais pesadas censuras aos seus cidadãos. Mesmo o Reino Unido, nos últimos anos, tornou ilegal a criação de muitos tipos de pornografia leve. O que torna países como a China diferentes, no entanto, é a proibição de atos de homossexualidade. Embora seja o país com a maior população de pessoas não religiosas, ela é também o local que coloca alguns dos níveis mais obscenos de restrições em relação ao acesso aos desejos mais primitivos das pessoas. Essas atitudes em relação às orientações sexuais das pessoas podem levar a todos os níveis de hostilidade e vergonha em certas comunidades. Comunidades esas que não seriam perseguidas com base no modo como nasceram, se tivessem nascido em um local diferente ou com uma regulamentação diferente.

No entanto, a privacidade ao acessar pornografia não é necessária apenas nos países em que isso é proibido. Isso é algo que geralmente é muito pessoal e algumas pessoas podem não querer mostrar o tipo de pornografia eles escolhem assistir. Esse tipo de informação pode ser usado maliciosamente para ganhos pessoais. Muitas pessoas encontrariam suas vidas de cabeça para baixo se parentes e amigos descobrissem sobre sua orientação sexual.

Como contornar a censura e ficar anônimo ao fazer isso

Como mencionado anteriormente, diversos atos sexuais são considerados desagradáveis ​​e desviados em muitos países, e portanto, produzir, compartilhar e assistir a esses atos é considerado um crime. Dependendo de onde você está, esses "crimes" vêm com diferentes formas de punição. Por isso, é necessário usar uma VPN para obter acesso e anonimato.

Uma VPN (Rede Virtual Privada) é a maneira de atingir sua liberdade na internet. Ao usar sua conexão com o provedor de serviços de internet, você pode se conctar às redes privadas de seu provedor com base no mundo todo. Isso não significa apenas o anonimato, mas significa também que você pode enganar seu computador para mostrar que você está localizado no mesmo país do servidor VPN ao qual você está conectado.

Como você pode imaginar, eles funcionam muito bem para empresas e usuários pessoais. As empresas têm muitas informações privadas e confidenciais em seus servidores. E com muitos funcionários se movimentando no mundo todo, o armazenamento e o acesso a esses recursos devem permanecer sempre seguros.

Portanto, se você deseja acessar pornografia, manter os materiais da sua empresa seguros ou acessar conteúdos geograficamente específicos para obter serviços como o Netflix ou Amazon Prime Video, ou se manter atualizado com jogos de futebol internacional, saiba que uma VPN irá permitir que você faça isso. Escolher a VPN certa pode ser difícil, com tantas opções por aí para escolher. Três dos melhores serviços disponíveis agora podem ser encontrados abaixo.

As melhores VPNs para ver pornografia

ExpressVPN

A ExpressVPN é uma boa opção para segurança, porque ela é baseada nas Ilhas Virgens Britânicas, um lugar sem leis de retenção de dados. Eles deixam claro que não registram atividades ou conexões - e com uma criptografia AES de 256 bits, kill switch automático e proteção contra Vazamento de DNS leak, você estrá bem protegido contra espiões e hackers.

Fazer streaming não é um problema, pois eles possuem mais de 2000 servidores otimizados para uma conexão ultra rápida; e com largura de banda ilimitada e travamento zero. Ela também está disponível em várias plataformas, como Linux, Windows e Mac.

NordVPN

A NordVPN é outra escolha sólida para a segurança. Ela oferece criptografia de nível militar, proteção CyberSec e Double VPN; criptografando seus dados duas vezes para uma privacidade extra. Com uma política de não manter registros, kill switch automático, proteção contra vazamento de DNS e Onion Over VPN, eles oferecem uma segurança confiável a um ótimo preço.

Eles possuem mais de 3500 servidores localizados no mundo todo, o que significa que você nunca irá comprometer a velocidade. A tecnologia SmartPlay da NordVPN, assim como seu compromisso de travamento zero, significam que o streaming deles tem um desempenho ainda melhor.

VyprVPN

Por usar apenas sua própria rede e hardware, esse é um serviço totalmente independente que pode ser confiável por sua segurança. A tecnologia Chameleon da VyprVPN traz um protocolo de criptografia de 256 bits e um bom desempenho contra DPI, bloqueio de VPNs e limitações. Ela também oferece vários protocolos para te deixar no comendo de sua proteção, criptografia e velocidade.

A VyprVPN possui servidores em mais de 70 países em todo o planeta e em seis continentes diferentes. Você não precisará lutar por uma conexão decente, pois não existirão restrições de tráfego, downloads ou detroca de servidores.